COMO AS EMPRESAS DEVEM REAGIR DIANTE DA PANDEMIA MUNDIAL COVID-19?

COMO AS EMPRESAS DEVEM REAGIR DIANTE DA PANDEMIA MUNDIAL COVID-19?

“A prioridade é a saúde, sem sombra de dúvidas, medidas e protocolos precisam ser seguidos para o bem geral. É fundamental agir com cautela e assertividade, isso significa que os empresários devem analisar friamente o cenário econômico para não tomar atitudes de alto risco e de difíceis possibilidades de reversão, como exemplo, uma empresa que decidir diminuir sua equipe comercial no momento da crise poderá ser pega de surpresa com a reação ao mercado consumidor muito antes do previsto, o problema disso é que ela não terá tempo hábil para se reestruturar novamente em relação ao mercado e não conseguirá manter seus clientes, que na falta buscarão a concorrência”. Explica Reyes Marinho, CEO da Interativa Brasil.

Orientamos que nesse momento nunca vivido antes por nós, os empresários e gestores pensem em decisões emergenciais para o negócio, nos objetivos que precisam ser alcançados e coloque tudo isso num plano de emergência.

Uma solução para isso é formar um comitê de emergência com os profissionais indispensáveis de sua organização e até mesmo com profissionais especialistas para ajudar o negócio a responder rápido nas diferentes situações que a organização poderá enfrentar pelos próximos períodos.

A Interativa possui um papel analítico na empresa como um todo ajudando o empresário entender o momento em que empresa vive e quais pontos devem ser potencializados, melhorados ou modificados, é importante ressaltar a validade do estudo apresentado ao empresário pois é feito por especialistas experientes em diversos tipos de segmentos no mercado e excelentes na entrega de resultados sólidos e sustentáveis ao negócio. Isso é válido para todos os momentos em que a empresa vive, inclusive neste, em que a empresa deve ter uma posição diferente de tudo que já viveu, necessitando de decisões acertadas e rápidas, com um apoio de uma equipe de especialistas externos apoiando os empresários e toda a organização é possível chegar a resultados melhores e minimizar as consequências da crise COVID-19 nos negócios.

COMO O COVID-19 AFETA AS EMPRESAS E DE QUE FORMA PLANEJAR O CRESCIMENTO PÓS TÉRMINO DA ONDA VIRAL?

Todas as empresas vivem do mercado consumidor e dependem de um mercado fornecedor; essa crise sanitária atinge todas as empresas de ambos lados; se por um lado não se tem consumidores aos produtos, por outros os insumos básicos ou para distribuição começam a faltar, pois as indústrias estão sendo obrigadas a reduzir ou restringir sua produção. Assim a normalidade é mais complexa para ser retomada, pois mesmo com a reação do consumo, os insumos podem afetar a produção e a distribuição. O melhor planejamento para esse momento é ter um controle orçamentário eficaz, do que a empresa suporte e por quanto tempo, alinhado aos apoios e subsídios dos governos, utilizando todos da maneira mais acertada e se endividando somente o necessário; e manter uma equipe pronta e preparada para a retomada do mercado com um estoque regulador ideal; é para isso que os créditos neste momento devem servir.

O QUE MUDARÁ PARA AS ORGANIZAÇÕES CLASSIFICANDO: GRANDES E MÉDIOS NEGÓCIOS?

Nesta crise, diferente de outras já vividas, os micros e pequenos negócios serão os mais atingidos, pois a sobrevivência do negócio está diretamente relacionada ao tempo que a empresa suporta suas despesas sem entradas financeiras diretas (temporalidade de fluxo de caixa). Mesmo com dificuldades, a tendência é que quanto maior for a empresa mais condições de linhas de crédito, de distribuição de seus fluxos de caixas e negociações com fornecedores ela terá, por se tratar de grandes volumes. Mas ainda assim, se a empresa, de qualquer porte não tiver o mínimo de organização da sua gestão – mais comum nas maiores empresas – ela correrá mais riscos.

A GESTÃO DOS NEGÓCIOS NA PANDEMIA COVID-19

Uma área sensível nas empresas mas necessária de estruturação na atual modernização dos negócios é a gestão. Cada negócio se adapta melhor a um tipo de gestão, visando o mercado, o crescimento, faturamento, etc., isso varia entre diversos fatores vividos pela empresa: tempo de fundação, porte da empresa, tipo de gestão (familiar, co-familiar, extra familiar ou não familiar).

A Interativa possui grande expertise no estudo do negócio – metodologia própria da consultoria chamada Business Study – apoiamos com responsabilidade a decisão do empresário de adotar um novo modelo de gestão voltado para resultados, eficiência operacional e desenvolvimento das suas equipes. Conheça as soluções para o setor de comércio e indústria.

O papel da Interativa enquanto consultoria é apoiar os empresários e seus negócios na busca de soluções. Possuímos uma metodologia de intervenção dentro da organização, uma metodologia única no mercado, diferente das consultorias tradicionais muito focadas em processos, não buscando resultados 360º para o negócio, a Interativa atua como uma consultoria de resultados sustentáveis, isso significa que estudamos os processos e as pessoas, desenvolvemos com as equipes as soluções para cada área da empresa e do negócio, e apoia os grupos enquanto equipes e suas lideranças para que cada processo seja implementado com excelência, até que se torne sustentável na área e na empresa, não mais dependendo de funcionários, e nem mesmo da consultoria. No momento em que sofremos todos com uma pandemia mundial, acreditamos que a nossa missão se fortalece.

A profissionalização da gestão pode determinar o futuro e a perpetuação do negócio no mercado. Quão preparada a sua empresa está para atender o seu mercado consumidor, crescer e abrir frente à concorrência no contexto da crise COVID-19?

Esse é o apoio que a Interativa dá ao seu negócio. Para receber um atendimento personalizado ou solicitar uma proposta, clique aqui.

Fechar Menu